sexta-feira, 23 de maio de 2008

NG - Comunicações e Rádio

__________________________________________________________________
DR1 - Comunicações Rádio
Entender a utilização das comunicações rádio em diversos contextos familiares e sociais.
______________________________________________
As tecnologias de informação e comunicação entraram definitivamente nas nossas vidas. Estamos cada vez mais dependentes delas, tanto no contexto privado como no local de trabalho.
O telemóvel é, sem dúvida, uma dessas tecnologias de comunicação mais utilizadas e já não conseguimos sair à rua sem ele.
No DR1 do NG - TIC podemos reflectir sobre as várias tecnologias de comunicação que utilizamos no contexto privado, relacionando-as com os perfis sociais dos individuos.
-
Vídeo sobre o Telemóvel




Sociedade: Actuo no quadro das predisposições para os usos e exploração de novas funcionalidades em objectos tecnologicamente avançados que fazem recurso às comunicações rádio, relacionando-os com os perfis sociais dos indivíduos.

Tecnologia: Actuo em situações da vida doméstica na resolução de problemas relacionados com as comunicações a distância (rádio, televisão, telemóvel, telefone fixo, etc.).

Ciência: Actuo na utilização das TIC na vida privada com conhecimento dos elementos básicos científicos nas comunicações rádio: ondas electromagnéticas, electrónica, etc.

terça-feira, 20 de maio de 2008

NG - Tecnologias de Informação e Comunicação (DR3)

_________________________________________________________________
DR3 - Media e Informação

Discutir o impacto dos media na construção da opinião pública.
_________________________________________________________________

Numa passagem pelo site http://www.coesis.org/, encontrei um texto (poderá ser visto aqui) e que nos faz reflectir sobre sobre o impacto dos media (neste caso, o pequeno ecrã) tem na sociedade e na construção da opinião pública:



"A televisão trouxe magia, trouxe o mundo para dentro das nossas casas, mas ao mesmo tempo, tirou-nos parte do convívio familiar e levou-nos muitas vezes a acreditar em coisas que não correspondiam à verdade

Apesar de tudo, sabemos que a televisão tem um papel muito importante na formação das nossas opiniões, mas há no entanto, alguns cuidados que devemos ter..
-
“ - Já reparaste que as televisões dão cada vez mais destaque aos crimes violentos e menos destaque às coisas positivas que acontecem na sociedade? A minha avó, por exemplo, quando vou lá a casa só me fala nas coisas trágicas que vê na televisão.

- Infelizmente é assim. As televisões, ou melhor, os canais de televisão, têm que vencer as guerras de audiências e, por isso, quanto mais sangue houver mais isso desperta o interesse das pessoas.

- E isso é bom ou é mau?

-- Claro que é mau porque desloca a atenção de quem está em casa a ver televisão para casos isolados, e normalmente deixa de fora as explicações e as causas para o que acontece. Isto porque, o importante é apenas atrair mais e mais telespectadores. E é assim que se vai reforçando a ideia de que a criminalidade não pára de aumentar e que vivemos sempre no perigo.
-
- Mas se é a realidade...
-
- Não é a realidade, é apenas uma parte da realidade. Claro que a criminalidade e a insegurança dos cidadãos têm aumentado, mas mostrar só isso é mostrar somente uma parte da realidade. Nada nem ninguém consegue mostrar toda a realidade ou contar toda a verdade, porque as pessoas, como são diferentes entre si, têm tendência a ver também a realidade de formas diferentes. Por isso é que nos tribunais é preciso ouvir testemunhas de ambas as partes, as que defendem e as que acusam.
-
- Queres então dizer-me que nem sempre é mostrada a parte mais importante da realidade?
-
- Acho que sim. Olha o exemplo da tua avó: ela passa cinco ou seis horas por dia em frente à televisão e, para ela, aquela é a única janela que se abre sobre o mundo. Portugal é dos países da Europa onde as pessoas vêem mais televisão por dia. Quem vê muitas horas de televisão pensa que tem o mundo todo dentro de casa, mas engana-se, porque o mundo é muito grande e maior do que mostram na televisão.

- Então o que devemos fazer?
- Devemos procurar estar sempre informados sobre o mundo que nos rodeia, mas ter sempre um espírito aberto e crítico para conseguirmos formar as nossas próprias opiniões.”

in: Coesis - Adaptado de "A Cidadania explicada aos jovens... e aos outros" (José Letria)"



Sociedade: Actuo recorrendo aos meios de comunicação de massas, compreendendo os diversos actores e interesses envolvidos na sua produção e o poder da informação nas sociedades modernas.

Tecnologia: Actuo em relação à tecnologia de suporte aos meios de comunicação e disseminação de informação (por exemplo, as estações de televisão, estações de rádio, as agências de informação, os satélites, etc.).

Ciência: Actuo tendo em conta a evolução dos meios de informação e comunicação de massas, reconhecendo alguns novos conceitos e procedimentos científicos utilizados na produção de informação.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

NG - Saberes Fundamentais (DR1)

DR1 - O Elemento

Mobilizar o saber formal para o reconhecimento do elemento como uma unidade estrutural e organizativa.


“Todo o ser humano é diferente de mim e único no universo; não sou eu, por conseguinte, quem tem de reflectir por ele, não sou eu quem sabe o que é melhor para ele, não sou eu quem tem de lhe traçar o caminho; com ele só tenho o direito, que é ao mesmo tempo um dever: o de o ajudar a ser ele próprio.”

Agostinho da Silva


A sociedade é composta por diversos individuos, cada um com características específicas, variáveis de acordo com a sua idade, sexo, escolaridade, etnia ...

Nesse contexto de diversidade sociocultural aplico princípios de tolerância e igualdade, considerando o conceito de "acção social"? Exploro formas de integração de individuos em situação de exclusão social por serem portadores de características específicas: idosos, toxicodependentes, individuos portadores de deficiência...?

Cada individuo possuí características específicas, um código genético que herda dos seus progenitores, metade pelo lado do pai e a outra metade pela mãe, e que se reflecte nas diferenças de cada individuo, fazendo dele uma pessoa única, com características únicas que se encontram nas amostras do seu ADN.

Compreendo a utilização de análises ao ADN como forma de identificação de um individuo (tais como análises de criminologia, determinação de paternidade, doenças genéticas...)
__
Vídeo Brasileiro sobre Exclusão


Sociedade: Actuo de modo eficaz em processos de integração social dos elementos de uma dada sociedade, compreendendo o conceito de acção social (no sentido weberiano) como atribuição de sentido às práticas e características individuais.

Tecnologia: Actuo ao nível da intervenção da tecnologia na compreensão ou utilização das estruturas elementares (por exemplo, o papel do protão na imagiologia por NMR, utilizações correntes de análises de DNA, etc.).

Ciência: Actuo no sentido de compreender a base científica de diferentes estruturas elementares (por exemplo, o núcleo atómico, o átomo, a molécula, o DNA, a célula, a unidade como principio formador dos números, os processos geradores de sequências, etc.).

domingo, 4 de maio de 2008

NG - Gestão e Economia (DR3)

DR3 - Sistemas Monetários e Financeiros
Perspectivar a influência dos sistemas monetários e financeiros na economia e na sociedade.
-
Neste tema pretende-se que reflictam sobre a interacção entre os sistemas monetários e financeiros dos diversos países, reconhecendo a necessidade de intervenção de instâncias supranacionais na adopção de medidas que permitam manter a estabilidade económica.
Na nossa memória ainda estão alguns acontecimentos que marcaram a economia mundial, no século XXI, como é o caso da crise do Subprime (EUA - ano de 2007) e os ataques do dia 11 de Setembro.
No entanto, a história económica do século XX fica marcada pela Grande Depressão (ou crise de 1929) e pelo surgimento da U.E.
Deixo hoje, um vídeo do Banco Central Europeu sobre inflação e estabilidade de preços. Não obstante o facto de ser um pouco infantil, é um vídeo bastante esclarecedor das medidas adoptadas pelo BCE.
-
Vídeo: Estabilidade de Preços

Vídeo de Comemoração dos 50 Anos de UE:

Sociedade: Actuo no sistema económico, monetário e financeiro, reconhecendo novos problemas e oportunidades geradas pelas interacções que se estabelecem a nível global, e em particular, no contexto da União Europeia, e seus efeitos no bem-estar e progresso social.

Tecnologia: Actuo ao nível das tecnologias relacionadas com o conhecimento e a segurança de diferentes meios de transacção e na comunicação com instituições económicas e financeiras.

Ciência: Actuo com conhecimento dos indicadores macroeconómicos tendo em conta que os problemas económicos envolvem politicas monetárias, e considerando a utilização de modelos matemáticos que permitam simular e prever diversas situações.

Conceitos Chave: U.E. (União Europeia); Bolsa; (des)valorização do Euro; tipos de moeda; taxa de inflação; défice orçamental; PEC (Pacto de Estabilidade e Crescimento); ...

sábado, 3 de maio de 2008

Aprendizagem Informal - Alanis Morissete

Um dos conceitos-chave deste processo é o de aprendizagem informal:

"Aprendizagem decorrente das actividades da vida quotidiana, relacionadas com o trabalho, a família ou o lazer. Não é estruturada (em termos de objectivos, duração e recursos) e não conduz, radicionalmente, à certificação. Pode ser intencional mas, na maior parte dos casos, é não intencional (carácter fortuito/aleatório) do ponto de vista do aprendente (Comissão Europeia, 2001)". (Referencial de Competências Chave - pág.81)

No Blog da Formação encontramos esta música que nos fala desta "aprendizagem informal".


Viver é aprender - Vídeo
A aprendizagem informal na voz de Alanis Morissette (You Learn).



You live you learn.............(Você vive, você aprende)
You love you learn............
(você ama, você aprende)
You cry you learn..............(Você chora, você aprende)
You lose you learn.............
(você perde, você aprende)
You bleed you learn..........(Você sangra, você aprende)
You scream you learn.......
(Você grita, você aprende)
You grieve you learn.........(Você se aflige, você aprende)
You choke you learn.........(V
ocê se sufoca, você aprende)
You laugh you learn..........(Você ri, você aprende)
You choose you learn........(Você escolhe, você aprende)
You pray you learn............
(Você reza, você aprende)
You ask you learn.............(você pergunta, você aprende)
You live you learn............(Você vive, você aprende)

Tradução: Letras Terra