quinta-feira, 31 de julho de 2008

No fim de um ano: o Balanço

Boa Noite.

Abracei este processo há quase um ano - em Setembro de 2007. Durante estes meses foram vários os desafios. As dúvidas e as constantes incertezas na interpretação do complexo referencial (N.S.) pareciam por vezes obstáculos intransponíveis. No entanto, com a cooperação e ajuda de vários elementos relacionados com este processo, esses obstáculos foram superados.


A equipa CNO-Fundão em Dez.2007


Gostaria de agradecer a todos os elementos que caminharam neste percurso (incluindo os que entraram na equipa após a data da foto: Eduardo, Rosário e Diana). Gostaria de destacar duas pessoas excepcionais: em primero lugar, a Profissional Adelina Clemente pelo excelente trabalho e dedicação aos adultos, em segundo lugar ao "comandante", Prof. José Brito, pela excelente coordenação e por ter levado este navio a bom porto.

Um agradecimento aos avaliadores externos, João Lima e Leopoldo Rodrigues, pela partilha de informação e sugestões.

E finalmente, aos elementos mais importantes deste percurso: todos os adultos que eu acompanhei directa ou indirectamente, em particular a todos os que obtiveram certificação de nível secundário, pois neste processo de reconhecimento e de partilha de conhecimentos e experiências, a aprendizagem foi mútua:

As primeiras a cortar esta "meta":
  • Abril: Céu Pissarra e Fátima Mendes (grupo1);
Já em Julho:
  • Dia 09.07.2008: Artur Aguamel; Beatriz Branco; Irene Gonçalves; Joaquim Barroca; Luís Castanheira; Carlos Farinha; Carlos Figueira; Ana Paula Figueira; Helena Bento e Carlos Barrocas;
    Dia 18.07.2008: Cecília Nobre; José Girão e Matutina Daniel;
  • Dia 19.07.2008: Delfina Roque; Ana Maria Nascimento; Madalena Carvalho; António Carvalho e Isabel Moreira;
  • Dia 21.07.2008: Pedro Martins; Hélio Garcia; Bárbara Frazão; Hélder Mota; Cidália Morgadinho; Fernanda Morgadinho; Daniel Martins e Fátima Ambrósio; Fátima Santos; Irene Paula Lemos e Margarida Dias;
  • Dia 22.07.2008: Mª Manuela Duarte; Pedro Mesquita; Cristina Afonso e Isabel Almeida;
  • Dia 29.07.2008: Filomena Nunes; José Carlos Duarte; José Guerra e Cristina Esteves;

Também aos que obtiveram a validação parcial das suas competência e que optaram por continuar a sua aprendizagem em diversos cursos EFA (Patrícia Nunes, José Gravito, Pedro Nunes, Helena Marques, Nelson Magalhães, Nelson Costa, David Fernandes, Luís Matos e Hélder Vicente) desejo sucesso e felicidades.

A todos os que aqui foram mencionados e a tantos outros que partilharam as suas opiniões em diversos espaços na internet para uma maior compreensão deste processo...

Obrigado!

terça-feira, 22 de julho de 2008

Aquecimento Global

As alterações climáticas através de dois filmes:

"Uma verdade inconveniente" (An inconvenient truth), segundo Al Gore



"Um dia depois de amanhã" (The day After Tomorrow),

quinta-feira, 10 de julho de 2008

NG - Urbanismo e Mobilidade (DR1)

DR1 - Construção e Arquitectura

Associar conceitos de construção e arquitectura à integração social e à melhoria do bem-estar individual.


Imagem retirada do blog:
"Todos têm direito, para si e para a sua família, a uma habitação de dimensão adequada, em condições de higiene e conforto e que preserve a intimidade pessoal e a privacidade familiar."

(Artº 65 - Constituição da Republica Portuguesa)

Deixo, para reflexão, um tema do Núcleo Gerador "Urbanismo e Mobilidade" e o artigo 65 da CRP:


  • Identifico diferentes espaços funcionais nos alojamentos em função de tradições socioculturais e/ou estilos de vida?
  • Exploro tecnologias inovadoras utilizadas nos materiais de construção e reflicto sobre a introdução de novos materiais como meio para melhorar as condições de habitabilidade e durabilidade das habitações e redução de custos.
  • Reflicto sobre a forma como a ciência infere na evolução de novos materiais de construção (Ex.: tintas ecológicas, isolantes reciclados).
  • Sou capaz de estimar quantidades de materiais a utilizar em função das áreas e exploro os diferentes tipos de materiais, adoptando aqueles que melhor se adequam a certas especificidades (p.ex.: resistência ao esforço)




Sociedade: Actuo no plano da construção e arquitectura dos espaços físicos, identificando diferentes tipos de alojamento familiar associados a modos de vida particulares, no sentido da melhoria do bem-estar social, da qualidade de vida e da integração sociocultural.

Tecnologia: Actuo ao nível das tecnologias inovadoras de construção na optimização das condições de habitabilidade e arquitectura ajustadas (por exemplo, os materiais isolantes térmicos e acústicos, arquitecturas ecológicas, promoção de acessibilidades).

Ciência: Actuo ao nível das propriedades dos materiais, tradicionais e modernos, em função das necessidades e qualidade da construção (por exemplo, tintas ecológicas, isolantes reciclados, etc.) e/ou ao nível das quantidades desses materiais em função das áreas ou volumes em que serão utilizados.

terça-feira, 1 de julho de 2008

A criança que calou o mundo ...

Este vídeo mostra uma criança Canadiana que discursou na conferência das Nações Unidas, no Rio de Janeiro, chamando a atenção dos adultos para os erros sistemáticos que nós, humanos, temos feito ao Mundo.

Uma intervenção simplesmente genial...

NG - Ambiente e Sustentabilidade (DR2)

DR2 - Resíduos e Reciclagens


Incluir processos de valorização e tratamento de resíduos nas medidas de segurança e preservação ambiental


Deixo, para reflexão, um vídeo sobre o tema "Resíduos e Reciclagens".


O que é que cada um de nós faz, nos diferentes contextos em que estamos inseridos, para minimizar a poluição e melhorar a segurança ambiental e a qualidade de vida?


Reconheço as consequências ambientais resultantes do não tratamento dos resíduos?



Sociedade: Actuo a nível individual, tendo em conta as diferentes ocupações profissionais relacionadas com a recolha e tratamento de resíduos e as posições ocupadas na estrutura social, no sentido de incrementar trajectórias de mobilidade social ascendente.



Tecnologia: Actuo sobre a produção, tratamento e valorização de resíduos numa base técnico-profissional de forma a detectar melhorias possíveis e meios de as concretizar, com vista à redução da poluição e dos consumos energéticos, e do aumento da segurança.



Ciência: Actuo relativamente aos princípios científicos químicos, físicos e biológicos em que assenta a reciclagem e o tratamento e valorização de resíduos.